A segurança da informação e o ciberterrorismo


Em grandes eventos, como é o caso da copa do mundo, aumenta a preocupação com a questão da segurança. São diversos turistas do mundo todo que estarão presentes a um evento de tamanha magnitude.  Com o desenvolvimento da Informática, fez crescer também diversos tipos de crimes de natureza digital. Hoje o ciberterrorismo é um dos crimes que preocupa o mundo, já que usando um computador com acesso à internet, o terrorista pode invadir redes e ocasionar danos desastrosos, sem ser reconhecido ou simplesmente notado e nem precisar viajar para praticar a destruição. O caso mais notório desses ataques ao Estado aconteceuem 2007 na Estônia, em que ciberterroristas atacaram os sites do governo. Nações como EUA, Inglaterra, França, Alemanha e outros que fazem parte do 1º mundo já gastam milhões em dinheiro para enfrentar ataques terroristas, e esses ataques tem ganhado cada vez notoriedade. Quando se entra na esfera de ataques cibernéticos existem dois conceitos que devem ser entendidos: o ciberguerra e o ciberterrorismo. O primeiro é uma guerra, entendido como o confronto entre dois ou mais grupos distintos de indivíduos mais ou menos organizados, realizados através de computadores e da Internet. O segundo, seria um ataque no mundo físico, seria um ataque a um alvo como um governo ou uma população. A especialista em “ciberterrorismos” e diretora do Instituto de Segurança da Informação de Georgetown, a Doutora Dorothy E. Denning, define “ciberterrorismos” como “operações praticadas por especialistas em recursos informáticos e com motivações políticas, destinadas a causar graves prejuízos, como perda de vida ou grave dano econômico.
A internet é uma ferramenta poderosa, que se utilizada para o mal, pode ocasionar grandes desastres. Imagine a invasão de sistemas aéreos, em que os terroristas poderiam informar rotas erradas ou uma invasão de sistemas armamentistas com a intensão de acionar armas nucleares. Desde 1990 quando surgiu o bug do milênio se discute o terrorismo realizado pela internet, à proporção que cresceu o mundo virtual, o mundo real passou a sofrer suas consequências com ataques realizados por pessoas conhecidas por hackers, que geralmente tem um perfil de pessoa jovem, com um grau elevado de conhecimento em computação e autodidata, mas agora esses hackers organizados em grupos, com um idealismos político e religioso , formam verdadeiros exércitos digitais, suas armas são a o computador interligado  a internet e seus inimigos são os sistemas computacionais de países inimigos. A invasão pode ser feita através da comunicação de várias máquinas, espalhadas pelo mundo. Nem o usuário sabe que está nessa guerra, quando percebe já tem contribuído para alguma ação. Atualmente exércitos de todo o mundo estão amparados por serviços civis de alta tecnologia e produtos, na maioria das vezes, sob a forma de sistemas de comunicações e software de computador.
Diante de tanto poder que os ciberterroristas possuem e o perigo cada vez maior com as diversas possibilidades de invadir sistemas, é que vêm à tona algumas perguntas deste artigo.
1.   Como o Brasil está preparado para enfrentar os ciberterrorismo?
2.   Qual o preparo de policiais para enfrentar a guerra cibernética?
3.   Qual o grau de interesse o governo tem dado a este assunto?
Temos que disseminar a cultura da segurança da informação. É um tema em foco que não pode ser deixado de lado por parte da sociedade, ou estamos preparados ou seremos um alvo em potencial. A segurança pública tem que discutir e criar políticas para o preparo de policiais nos crimes
de magnitude mais técnicos, como é o caso dos crimes de natureza digital, onde exige profissionais com alto teor de conhecimento em Segurança da Informação.
José Luciano Freire Junior – Escrivão de Policia, chefe da divisão de produção do DEINF-PC.


Fonte: http:www.sinpoci.com.br
Share:

0 comentários:

Aviso importante!

Não realizamos upload dos ficheiros, apenas reportamos os links que encontramos na própria Internet. Assim, toda e qualquer responsabilidade não caberá ao administrador deste blog. Este blog não tem como objetivo reproduzir as obras, apenas divulgar o que foi encontrado na Internet. Os filmes aqui informados são de cunho científico assim como as séries, as quais são produzidas para exibição em TV aberta. Uma vez que a série não tenha sido ripada de um DVD, ou seja, a mesma foi gravada do sinal de TV aberta com o respectivo selo da emissora. Não é caracterizado crime, pois a mesma foi produzida para exibição pública. Será crime quando for realizado venda desta série ou filme. Quem efetuar download de qualquer ficheiro deste blog, que não tenha seu conteúdo de base Open Source (Código Aberto), ou FOSS (Free Open Source Software), deverá estar ciente que terá 24 horas para eliminar os ficheiros que baixou. Após assistir e gostar do filme ou série, adquira o original via lojas especializadas. Se algo contido no blog lhe causa dano ou prejuízo, entre em contato que iremos retirar o ficheiro ou post o mais rápido possível. Se encontrou algum post que considere de sua autoria, favor enviar e-mail para suporte@delphini.com.br informando o post e comprovando sua veracidade. Muito obrigado a todos que fizeram deste blog um sucesso.

Creative CommonsEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citando nome do autor, data, local e link de onde tirou o texto). Você não pode fazer uso comercial desta obra.Você não pode criar obras derivadas.

Google+ Followers

Nossos 10 Posts Mais Populares